setembro 19, 2007

que coisa...

Fomos, deparados fomos. Continuamente, dia após dia, sem que houvesse colisão.Poderia ser manifestação do destino. Já estava me sentindo combalida. Mas apareceu a torcida por um prazer de uma boa companhia. Um fenômeno surgiu de não sei nem como conceituar. A segurança da comunicação conseguiu nos entrelaçar. Ora, ora, estamos juntos agora. Continuemos à aurora, seja lá o que for esse destino. Que, por gentileza, o tempo passe mais devagar. Querer poder de aproveitar. Quero mais quero de ter você pra mim.
Entendo como já tenho? Sei que me faz feliz. E assim eu venho.
Sentido total de tê-lo agora.

Nenhum comentário: